Fotografo: Reprodução
...
Sem Legenda

Durante uma operação de combate a crimes ambientais realizada no último final de semana, a Polícia Civil apreendeu 600 toras de madeira de diversas espécies em uma serraria irregular, em Breves, no Marajó. Duas pessoas responsáveis pelo estabelecimento irão responder por prática de crimes ambientais. O balanço da ação foi divulgado nesta terça-feira (17).

De acordo com a Divisão Especializada em Meio-Ambiente (DEMA), na serraria foi constatado o cometimento de crimes de extração irregular de madeira, a existência de madeira sem origem conhecida, o depósito de resíduos sólidos e a fabricação de carvão sem licença de órgão ambiental.

Os responsáveis pela serraria foram encaminhados para a sede da Superintendência Regional da Polícia Civil em Breves para realização dos procedimentos legais.