Fotografo: Reprodução
...
Sem Legenda

A menina de 7 anos que perdeu 100% do couro cabeludo durante escalpelamento em Oriximiná, no oeste do Pará, foi transferida no início da noite desta quarta-feira (25) de Santarém para Belém, onde receberá tratamento especializado. Katleia Melo de Andrade teve os cabelos enrolados no eixo de uma embarcação durante viagem com a família.

acidente aconteceu no dia 23 de dezembro a 3 km do centro da cidade. A família da menina fazia uma viagem da comunidade Acari, a 55 km do centro município, para a cidade, e o acidente aconteceu a 3 km do destino final.

De acordo com o coordenador de regulação do Hospital Municipal Dr. Alberto Tolentino Sotelo (HMS), Rodrigo Lima, onde a paciente estava internada, desde que receberam a menina as equipes se mobilizaram para transferi-la para a capital do estado. O hospital não mediu esforço para agilizar os procedimentos, que foram iniciados ainda em Oriximiná e repassados à Santarém assim que a menina deu entrada na unidade hospitalar.

O pedido foi feita à Santa Casa em caráter de urgência, via telefone, pela Central de Regulação do HMS. Foi reservado um leito para receber a Katleia e UTI aérea foi autorizada a fazer o voo no fim da tarde desta quarta-feira.

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) informou que a paciente será encaminhada para a Fundacão Santa Casa de Misericórdia do Pará, onde já há leito disponível.

Quadro clínico

 

Por se tratar de um quadro grave e para garantir total segurança na transferência, a paciente recebeu acompanhamento médico e ficou internada na pediatria da unidade hospitalar.

De acordo com a assessoria do Hospital Municipal, Katleia passou por procedimento cirúrgico e ficou constatado que ela perdeu todo o couro cabeludo no acidente. A menina ficou em observação e o quadro clínico, principalmente para a viagem, era estável.

 

O acidente

 

Durante viagem do interior para o centro de Oriximiná, Katleia Melo de Andrade estava tomando banho com a mãe e irmãos na parte de trás da embarcação (popa) quando foi falar com o pai na parte da frente do barco. O carpinteiro Josenildo Andrade havia tirado as tábuas de proteção do eixo para retirar o excesso de água de dentro do barco.

Ao voltar para a popa, a menina teve os cabelos puxados pelo eixo. “Eu estava tirando a água e eu não vi ela passar. Foi muito rápido”, contou o pai. Após ouvir os gritos de socorro da filha e para a menina não bater o crânio na peça do motor, o Josenildo segurou nas pernas de Katleia e fez força no sentido contrário, soltando-a.

Para que a filha fosse atendida o quanto antes, Josenildo chegou a Oriximiná e levou a criança até o Hospital Municipal. Porém, como o caso era grave, a menina precisou ser transferida para Santarém. A viagem foi feita de barco entre as duas cidades, com tempo média de 12h.

Na manhã de terça-feira (24) Katleia chegou a Santarém e foi levada para a Casa de Apoio antes de seguir em uma ambulância do Samu até o Hospital Municipal Dr. Alberto Tolentino Sotelo. A equipe de socorristas que a atendeu constatou que a paciente tinha perdido todo o couro cabeludo.

Ainda na terça-feira, as equipes tentaram transferi-la para Belém em um voo comercial. Entretanto, não puderam embarcar porque a companhia segue alguns protocolos e não tinham informado que a menina era vítima de escalpelamento.